Arno Kayser, 50 anos

Grávida de cinco meses, a jornalista Cátia Cylene participou do café colonial oferecido por Arno Kayser

O ambientalista gaúcho Arno Leandro Kayser comemorou o aniversário de 50 anos na tarde de ontem com um farto e delicioso café colonial na Sociedade Aliança em Novo Hamburgo (RS). O alemão Arno é uma referência no movimento ecológico gaúcho. Reproduzo texto que escrevi sobre ele em 2006 para apresentar um de seus livros – A reconciliação com a floresta – publicado pela EDIPUCRS.

Crítica e otimismo na questão ambiental

Um mergulho na alma ecologista é o que nos possibilita esta coletânea de artigos de Arno Kayser. “A reconciliação com a floresta” oferece uma rica oportunidade de olhar para o mundo de um ponto de vista ao mesmo tempo crítico e otimista. Em todos os textos há a idéia recorrente e fraterna de uma parceria com a natureza como forma de solucionar os graves problemas ambientais do século 21.

Os escritos aqui selecionados foram publicados no jornal Mundo Jovem, na Folha de Novo Hamburgo e há alguns inéditos também. Arno Kayser é o único ecologista gaúcho que publica regularmente na imprensa, como fez no passado o pioneiro Henrique Luiz Roessler, formador de toda uma geração de ambientalistas.

Tive a oportunidade de trabalhar com o “alemão Arno”, como o autor é conhecido entre os ecologistas, na Secretaria Executiva do Pró-Guaíba. Todas as idéias propostas aqui fazem parte do cotidiano dele. Trata-se de um ambientalista de escol. Aliás, um dos poucos que já conheci nas minhas quase duas décadas dedicadas ao tema. Técnico entusiasta, está sempre pronto para centrar o foco na solução dos problemas.

O currículo dele é extenso. Já ajudou a criar entidades ecológicas, parques e principalmente florestas. Ele foi um dos responsáveis por uma das maiores campanhas de reflorestamento já realizadas no Rio Grande do Sul, estado que vem sofrendo e muito com a falta da sua vegetação nativa. Tudo que está escrito neste livro é fruto de muito trabalho e doação à luta ambientalista.

Do consumismo desenfreado, que está exaurindo o nosso planeta, à erosão do solo, nada escapa do olhar sensível e original do Arno Kayser, como no artigo em que ele é capaz de analisar o aquecimento global a partir da obesidade dos norte-americanos. A fina ironia do autor foi lapidada ao longo dos estudos, escritos e muitas leituras. Mais do que um alerta, esta coletânea é um convite à militância. Mãos à obra.

Sobre o autor

Arno Leandro Kayser nasceu em 20 março de 1961 em Hamburgo Velho, bairro de Novo Hamburgo-RS. Desde pequeno acostumou-se a ter contato com plantas e animais, acabando por se tornar agrônomo e ecologista. Atua em entidades ecológicas e órgãos públicos voltados à proteção da natureza. Entre suas atuações em defesa do meio ambiente, proferiu palestras e publicou artigos em revistas e jornais, bem como livros e peças de teatro infantil. Como ele mesmo afirma: “Sempre gostei desse trabalho, sinto que é minha vida”.

Anúncios

3 thoughts on “Arno Kayser, 50 anos”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s