Rio + 20 é uma tentativa de desmantelar as convenções de mudança do clima e de biodiversidade, afirma Vandana Shiva

Roberto Villar Belmonte

Em encontro reservado com ecologistas brasileiros, a ambientalista indiana Vandana Shiva afirmou no domingo passado, 27 de maio, que a Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável (Rio+20), que acontece em junho no Rio de Janeiro (RJ), é uma tentativa de desmantelar as convenções sobre mudança do clima e de biodiversidade, assinadas há duas décadas na Rio 92.

Vandana Shiva e Fernando Gabeira no Rincão Gaia, em Pantano Grande (RS), no dia 27 de maio de 2012

Vandana Shiva, que foi a palestrante do Fronteiras do Pensamento na noite de segunda-feira, 28 de maio, no Salão de Atos da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, confirmou após sua palestra no Rincão Gaia que, mesmo contrária a economia verde que será discutida na Rio+20, ela virá ao Rio de Janeiro para participar de mobilizações pelos “direitos da mãe terra”.

 

A principal crítica feita por Vandana Shiva é a tentativa de “commoditizar” todos os aspectos da natureza, não apenas os recursos naturais, mas também os serviços ambientais, criando novos métodos de comércio para enfraquecer as duas convenções assinadas na Rio 92. A economia verde (green economy), como está sendo proposta, para ela é a economia da ganancia (greed economy).

“Houve uma mudança estrutural significativa no mundo desde 92. Conseguimos muita coisa na Cúpula da Terra. Mas naquela época defendíamos a necessidade de criar uma organização ambiental internacional forte e os governos disseram que não havia dinheiro para isso. Mas logo em seguida, criaram a Organização Mundial do Comércio (OMC)”, lamentou a ambientalista indiana Vandana Shiva.

Participaram do encontro realizado no Rincão Gaia, em Pantano Grande, a 120 quilômetros de Porto Alegre (RS), o jornalista Fernando Gabeira, o diretor de políticas públicas da SOS Mata Atlântica, Mario Mantovani, e lideranças do movimento ecológico gaúcho.

O jornalista Fernando Gabeira me disse que não espera grandes soluções na Rio+20: “Uma dificuldade que nós temos desde a Rio 92 é o financiamento. Qualquer grande decisão em escala internacional depende de financiamento. Os países mais ricos já em 1992 não conseguiram financiar o necessário e agora com a crise econômica mundial vão tentar escapar novamente dessa responsabilidade. No discurso, vão fazer muitas promessas”.

Para Mario Mantovanni, também presente no encontro reservado com Vandana Shiva, a Economia Verde proposta pela ONU está com premissas erradas. “Ela estabelece as condições para que as grandes corporações ganhem. Tem alguma coisa errada. Por isso a preocupação com o greenwashing (lavagem verde) está muito forte. Ainda não sabemos o que vem por aí, mas o que está sendo posto não serve mais”, ressalta Mantovani.

O evento realizado no Rincão Gaia com Vandana Shiva marcou os dez anos da morte de José Lutzenberger, em foi realizado através de uma parceria entre a Fundação Gaia, Natura e Fronteiras do Pensamento.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s